Método de Le Master: tire as suas dúvidas aqui

Para dentistas e radiologistas, conhecer as diferentes técnicas da radiologia é importante, tendo em vista que isso proporciona mais facilidade ao realizar e analisar exames de raio-X. Entre elas, destaca-se o método de Le Master.

Quando o dentista conhece a fundo os métodos de localização na radiologia odontológica, terá mais condições para fazer avaliações de seus pacientes, bem como conquistar melhores resultados nos tratamentos.

Falaremos, neste artigo, sobre o método de Le Master, uma importante técnica que pode ser usada pelos radiologistas. Para esclarecer as suas dúvidas sobre a metodologia, siga a leitura!

O que é o método de Le Master?

Assim como a técnica de Clark, o método de Le Master tem o objetivo de dissociar as imagens, solucionando os possíveis inconvenientes que são encontrados em metodologias como a da bissetriz e a do paralelismo.

Dessa forma, o método de Le Master permite que sejam observados os objetos que se encontravam sobrepostos e com maior ou menor grau de distorção.

A técnica de Le Master recebe esse nome em homenagem ao cientista que a desenvolveu, em 1924.

Em que casos o método de Le Master é indicado?

O método de Le Master tem o intuito de facilitar a visualização das raízes dos molares superiores, anteriormente sobrepostas pelo processo zigomático da maxila.

De tal maneira, os dentistas devem aplicar o método de Le Master em seus pacientes, sempre que tiverem dificuldade em visualizar as raízes dos molares superiores em metodologias comuns.

Além disso, alguns pesquisadores também relatam que a técnica de Le Master pode ser aplicada nos seguintes casos:

  • eliminação de sobreposições das imagens do processo zigomático da maxila e a região dos periápices dos molares superiores;
  • determinação da presença de lesões nas regiões periapicais dos molares superiores;
  • evidenciação dos limites radiculares quando do tratamento endodôntico;
  • observação dos resultados de cirurgia paraendodôntica e obturação retrógrada; e
  • localização de raízes residuais dos molares superiores.

Como esse método funciona?

Para aplicar o método de Le Master, inicialmente, deve-se colocar um rolete de algodão na parte inferior da película. A fixação deve ser realizada com uma fita adesiva transparente.

No que se refere à posição da cabeça do paciente, é preciso manter a linha asa do nariz, com o tragus auditivo na horizontal e PSM perpendicular ao solo.

Ao colocar o filme, deve-se ter o cuidado de deixar a película centralizada no dente a ser radiografado.

Para ter um marco de referência, deve-se observar se a faixa central incide sobre o dente a ser radiografado, abaixo da linha asa tragus, de forma a passar pelo osso zigomático.

O ângulo vertical deve ter de 15º a 20º e o ângulo horizontal deve incidir paralelo às faces proximais dos molares.

Quais são as vantagens e as desvantagens da técnica de Le Master?

A vantagem da técnica de Le Master é que o dentista pode observar melhor as áreas de determinados ângulos, identificando mais facilmente os motivos das queixas dos pacientes.

Apesar disso, caso o ângulo não seja posicionado de forma perfeita, poderá haver um alongamento das raízes nas imagens. Nesse caso, muitas vezes, se torna necessário refazer o exame.

Como a telerradiologia pode ajudar na execução do método de Le Master?

método de Le Master

Da mesma maneira que ocorre em outras técnicas de localização, é possível ter mais facilidade ao aplicar o método de Le Master com o auxílio da telerradiologia.

O serviço de elaboração de laudos a distância é cada vez mais popular no Brasil, uma vez que facilita o trabalho dos dentistas e radiologistas, bem como gera um atendimento mais prático e rápido para os pacientes.

Os diversos benefícios trazidos pela telerradiologia não se limitam ao método de Laster. Ele também é útil para qualquer tipo de exame de radiologia odontológica.

Vantagens da elaboração dos laudos a distância

Pensando em ajudá-lo a conhecer mais sobre as vantagens dos laudos a distância, elencamos as principais. Confira!

Agilidade no atendimento

Os serviços de telerradiología funcionam 24 horas por dia e 7 dias por semana. Isso quer dizer que você poderá oferecer um atendimento mais ágil para os seus pacientes, inclusive em casos de urgência e emergência.

Atendimento em feriados e finais de semana

As pessoas não escolhem dia e hora para sentirem dor de dente. Logo, elas não podem esperar muito tempo pelos resultados de seus exames.

Com a telerradiologia, os exames podem ser laudados em qualquer dia, independentemente se for feriado, final de semana ou época de férias.

Segurança da informação

Por conta do surgimento de novas legislações, como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), cada vez mais as empresas estão se preocupando com a segurança da informação.

Nesse sentido, você pode ficar bem tranquilo, tendo em vista que os softwares de telerradiologia são criptografados de ponta a ponta, evitando o vazamento de dados dos pacientes.

Redução de custos

A telerradiologia faz com que haja uma redução nos custos dos consultórios e clínicas de radiologia. Isso porque o trabalho é pago por demanda e não por mensalidade.

De tal maneira, o profissional paga apenas por aquilo que usar. Também não é necessário pagar altos salários e direitos trabalhistas para os radiologistas.

Compreendido sobre os benefícios da telerradiologia? Com esse serviço, fica mais fácil para você aplicar o método de Le Master e outras técnicas radiográficas de localização.

Outro método comum para a localização radiográfica odontológica é a técnica de Parma. Leia agora mesmo o nosso artigo que fala sobre esse assunto.

Leia também

Deixe uma resposta