Método de Miller & Winter: saiba tudo sobre a técnica

O trabalho com odontologia digital demanda a necessidade de conhecer diferentes técnicas para fazer exames radiológicos. Dessa forma, o profissional terá condições para fazer avaliar melhor os seus pacientes e conquistar mais resultados positivos no tratamento. Entre as possibilidades, está o método de  Miller & Winter.

São diversas as indicações do exame radiológico empregando o método de Miller & Winter. É sobre isso que falaremos neste artigo, que pretende esclarecer as principais dúvidas que os profissionais têm acerca do assunto. Acompanhe!

método de M& Winter

O que é o método de Miller & Winter?

O método de Miller & Winter é uma técnica para fazer exames radiográficos que foi criada em 1914, pelo Dr. Fred Miller. Anos depois, ela foi aperfeiçoada e divulgada por Winter.

A metodologia também é conhecida como técnica do ângulo reto ou da dupla incidência. Isso porque, para executá-la, o dentista precisa coletar duas imagens do paciente.

Em que casos o método de Miller & Winter  é indicado?

A metodologia de Miller & Winter é indicada para diversas situações. Entre elas, destacamos:

  • a localização de corpos estranhos na boca;
  • a localização de dentes não irrompidos;
  • os processos patológicos na mandíbula; e
  • a localização do terceiro molar.

Como a metodologia de Miller & Winter funciona?

O método de Miller & Winter consiste na realização de uma radiografia periapical e uma radiografia oclusal, feita com filme periapical. Em ambos os casos, as incidências são perpendiculares entre si. 

Curiosidade: é por isso que a metodologia também recebe o nome de técnica do ângulo reto, tendo em vista que as incidências são perpendiculares.

Na radiografia periapical, o ideal é que se utilize a técnica do paralelismo. Na oclusal, por sua vez, o paciente deve morder levemente a película e inclinar a cabeça para trás.

Quais são as vantagens e desvantagens do método de Miller & Winter?

A principal vantagem do método de Miller & Winter é a boa visualização que o dentista consegue. Assim, fica mais fácil localizar os problemas do paciente, fazer um bom diagnóstico e propor um tratamento adequado.

Quando o exame é feito de forma digital, também se conta com a vantagem da elaboração dos laudos poder ser feita a distância, conforme explicaremos de maneira mais aprofundada no tópico a seguir!

Como desvantagem está a necessidade de fazer duas radiografias e também a possibilidade dos pacientes sentirem náuseas ou ficarem hiperativos, por conta da posição em que devem ficar.

Como a telerradiologia pode ajudar na execução da técnica de Miller & Winter?

A telerradiologia tem crescido muito no Brasil. A possibilidade de enviar as imagens coletadas no consultório odontológico ou clínica de radiologia, para que sejam laudadas a distância ganha cada vez mais adeptos.

As vantagens da telerradiologia são muitas e ela pode ser útil não apenas para os exames que utilizam o método de Miller & Winter, mas sim de qualquer técnica utilizada.

Vantagens da telerradiologia

Para que você entenda mais sobre como a telerradiologia pode contribuir para a execução do método de Miller & Winter, convém conhecer melhor as vantagens do procedimento. Listamos as principais delas, a seguir. Veja!

Produtividade

Com a telerradiologia, as clínicas e consultórios conseguem ser muito mais produtivas. Isso porque o tempo será otimizado, depois que se iniciar o uso do serviço.

Além disso, também se consegue solicitar urgência ou emergência, para casos de pacientes que não podem esperar.

Segurança

As clínicas que contam com um serviço de telerradiologia especializado não precisam se preocupar com segurança digital. Isso porque todas as informações são enviadas por meio de um sistema criptografado.

Os dados e informações sigilosas dos pacientes são protegidos e você cumpre com todas as prerrogativas da nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Economia

Pagar o salário de radiologistas  pode sair bem caro para as clínicas de radiologia e, principalmente, para os consultórios odontológicos. Vale lembrar que, além do valor mensal, também devem ser pagos direitos trabalhistas, como férias e 13º salário.

Com a contratação de um serviço de telerradiologia esse gasto é praticamente eliminado. Isso porque você apenas pagará pelos serviços que usar, sem ter que arcar com uma mensalidade fixa.

Se em um mês for solicitada a elaboração de laudos de 20 exames, será pago o valor referente a esse serviço. Caso no mês seguinte o número caia para 10, você pagará o preço correspondente.

Compartilhamento facilitado

Com os exames feitos de forma digital, fica fácil de compartilhar os resultados. Um dentista que é especialista em um segmento e deseja enviar os exames de um paciente para um colega que também tratará essa pessoa, poderá fazer isso facilmente.

O mesmo acontece com o paciente, que poderá receber os resultados de seus exames de forma digital. Caso prefira, também pode fazer a impressão dos resultados.

Viu como a telerradiologia pode auxiliar na elaboração dos laudos dos exames realizados por meio do método de Miller & Winter? Agora você já entende mais sobre essa importante técnica para radiologistas.

Que continuar aprendendo sobre técnicas para fazer exames radiológicos? Confira agora o nosso artigo que esclarece as principais dúvidas sobre o Método de Donovan.

Leia também

Deixe uma resposta