Tire as suas dúvidas sobre o raio-X digital

Você já usa o raio-X digital na sua clínica odontológica? Caso ainda não utilize, deveria considerar a inclusão desse procedimento. Isso porque ele tem qualidade superior ao convencional e pode trazer economia para o consultório e mais qualidade nos tratamentos realizados nos pacientes.

Porém, ainda existem muitas dúvidas sobre o assunto e foi por isso que desenvolvemos este artigo. Listamos os principais questionamentos que os dentistas geralmente têm sobre o tema e os respondemos. Siga a leitura e confira!

O que é o raio-X digital?

O raio-X digital é um exame radiológico que pode ser realizado em diversos segmentos da saúde, como na medicina e na odontologia. Ele é muito simples, totalmente indolor e nada invasivo para o paciente.

Esse exame tem como objetivo usar a radiação ionizante para gerar imagens digitais da parte interna do organismo. No caso dos dentistas, ele pode ser usado para que se possa verificar com detalhes a arcada dentária e os ossos da face do paciente.

É uma versão mais moderna das radiografias tradicionais, nas quais as imagens eram captadas por um equipamento, no sentido oposto ao feixe emitido, e registradas em um filme, que precisava ser revelado em um equipamento especial.

Com o raio-X digital, as imagens geradas podem ser visualizadas diretamente no computador ou dispositivo móvel do profissional, sem ter a necessidade de fazer a revelação do filme. Logo, se ganha agilidade para que os radiologistas elaborem os laudos e o tratamento seja proposto mais rapidamente aos pacientes.

Como o raio-X digital funciona?

O funcionamento do raio-X digital é bastante simples. Basta que o paciente se posicione adequadamente na máquina, que depois deve ser acionada pelo operador. A estrutura conta com um conteúdo radioativo, que emana partículas em direção à parte do corpo da pessoa que será examinada.

Os raios são absorvidos, em maior ou menor quantidade, atravessando os tecidos e fazendo uma espécie de fotografia da parte interna do paciente. A captura da imagem é feita por meio de placas de circuitos.

São essas placas que enviam as imagens para o computador, possibilitando que ela seja visualizada, compartilhada pela internet e impressa, caso seja necessário uma cópia física.

Quais são as diferenças entre o raio-X digital e o convencional?

A principal diferença entre o raio-X digital e o convencional é a não-necessidade do uso de filmes radiológicos para captar as imagens.

Isso é muito útil, para dar agilidade aos processos. Além disso, as clínicas não precisam mais ter um estúdio e nem usar diversos produtos químicos para fazer a revelação das imagens.

Quais são as suas principais vantagens?

raio-x-digital

O raio-X digital traz inúmeras vantagens, quando comparados ao convencional. Observe, a seguir, algumas das principais!

Qualidade da imagem

A imagem do raio-X digital é muito superior! Isso porque, na versão tradicional, diversas variáveis impactam a qualidade do registro, como a quantidade e a forma como os produtos químicos foram utilizados, por exemplo.

Na versão digital, a imagem sempre tem uma boa qualidade, garantindo uma resolução superior e que facilita a visualização para o profissional. Logo, ficará mais fácil de diagnosticar os problemas odontológicos que o paciente tem e propor o tratamento mais adequado para cada situação.

Segurança do paciente

O raio-X digital também é mais seguro para o paciente. Isso porque o índice de material radioativo utilizado é bem menor do que na versão tradicional.

Além disso, não é necessário repetir o exame várias vezes, até que a imagem obtida seja de boa qualidade.

Preservação do meio ambiente

Além de não usar rolos de filme, que precisam ser descartados e geram lixo, o raio-X digital dispensa o uso de produtos químicos, que podem ser prejudiciais para a natureza.

Logo, a prática também é sustentável e ecologicamente correta, garantindo que o seu consultório não cause danos ao meio ambiente.

Otimização do tempo

Como não é preciso revelar a imagem, o dentista já pode visualizar o raio-X na hora, otimizando o seu tempo. Isso é essencial, principalmente, em casos urgentes, como quando o paciente está com uma dor de dente muito forte e o profissional precisa saber o que está acontecendo.

Como os laudos podem ser elaborados a distância?

Como explicamos, o raio-X digital possibilita que as imagens sejam visualizadas imediatamente no computador. De tal maneira, elas podem ser compartilhadas, pela internet, no mesmo instante.

É aí que entra a possibilidade de terceirizar os laudos dos exames. As empresas de telerradiologia contam com radiologistas altamente capacitados, que podem fazer o trabalho rapidamente.

Para isso, as imagens precisam ser enviadas por um sistema criptografado. Depois disso, os radiologistas fazem os laudos dos exames e enviam para você, que pode analisar e propor o tratamento adequado ao seu paciente.

Os laudos a distância são muito interessantes, tendo em vista que geram economia para o seu consultório. Não será preciso ter um radiologista contratado na sua clínica, tampouco pagar uma mensalidade para esse serviço. Você só paga pelo que usar, de acordo com a quantidade de exames que foram laudados.

Sem dúvida, o raio-X digital é excelente para as clínicas odontológicas, concorda? Principalmente pelo fato de ser possível trabalhar com a elaboração dos laudos a distância.

Quer saber mais sobre como funciona a telerradiologia? Então baixe agora mesmo o nosso e-book, que é um guia prático sobre a radiologia a distância na odontologia. Ele tem muitas informações interessantes para você!

Leia também

Deixe uma resposta